terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

A Gravidez não Planejada.

 
 
Hoje em dia, o planeamento familiar é já uma prática comum junto da maioria dos casais que, antes de aumentar a família, pondera sobre a questão, analisando os prós e os contras. Todavia as coisas nem sempre correm conforme planeado.
Acompanhamento psiológico para adolescentes
Cuidados especiais para mães com mais de 35 anos


Acompanhamento psiológico para adolescentes


Na verdade, os imprevistos acontecem. Não só no caso das mães adolescentes, mas também das mães com mais de 35 anos para as quais a gravidez é por vezes completamente inesperada.

Toda a gravidez não planeada deve ser acompanhada atentamente por uma equipa médica que inclua, preferencialmente, profissionais de psicologia. Isto porque, e para dar um exemplo, a grande maioria das grávidas adolescentes considera a gravidez e, por conseguinte, o bebé como acidentes de percurso. Algo que não devia ter acontecido, mas que aconteceu.

Quando, apesar das dificuldades, a jovem decide prosseguir com a gravidez, é de todo aconselhável que receba aconselhamento psicológico durante o período de gestação e na fase do pós-parto.

O objectivo é tornar a relação entre mãe e filho o mais saudável possível, dando a entender que, embora o bebé não fosse planeado, tal não significa que não possa passar a ser desejado e amado.


Cuidados especiais para mães com mais de 35 anos


No caso das gravidezes em mulheres mais maduras, a questão não se prende tanto com o acompanhamento a nível psicológico, mas com os cuidados médicos especiais que precisa de receber.

É preciso não esquecer que quanto mais idade tiver a mulher, maior o risco que enfrenta desde o primeiro momento da gravidez até ao parto propriamente dito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário